Elementor #15996

Métrica de vaidade: Curtida não é tudo.

Na hora de fazer marketing digital, as métricas ajudam a verificar os resultados das ações, auxiliando gestores na identificação das melhores estratégias para as suas empresas. No entanto, muitas vezes há um apego a determinados indicadores que, no fim das contas, não são os mais relevantes para a tomada de decisões estratégicas. São as chamadas métricas de vaidade, que podem enganar até mesmo profissionais mais experientes do ramo.

Neste artigo, abordaremos o que são essas métricas e quais os indicadores que realmente merecem mais atenção da sua gestão.

O que são métricas de vaidade?

Em resumo, as métricas de vaidade são informações que não possuem nenhum tipo de relevância para as decisões dos gestores. Isso não significa que não seja interessante acompanhá-las, como veremos mais adiante, mas elas não afetam seus rendimentos, de modo que não devem exatamente ser motivo de preocupação ou desânimo.

Certamente, um dos exemplos mais comuns desse tipo de métrica é o número de curtidas. Você pode impulsionar um Ad no Facebook, por exemplo, e ter muitos likes. Mas qual o resultado disso? Muitas vezes pessoas curtem porque gostaram da foto, do título ou da legenda, mas não chegam a visitar o seu site ou comprar seu produto ou serviço. Outra métrica de vaidade comum é, quando há um aplicativo, o número de downloads. Em uma boa parte das vezes, os usuários ficam apenas no uso gratuito ou mesmo desinstalam em seguida.

O número de downloads é um bom indicativo para quem acaba de lançar a aplicação, mas, em longo prazo, é preciso acompanhar esse número em conjunto com o número de cadastros gerados a partir do app e, obviamente, o número de usuários pagantes. Para ficar mais fácil de entender, é só imaginar que enquanto um aplicativo pode ter muitos downloads, mas poucos usuários pagantes e muitas desinstalações, um outro pode ter menos downloads, mas uma boa taxa de conversão e melhor aproveitamento desse número.

Outro indicador que com frequência é mal interpretado é o número de cliques que, assim como no caso dos downloads, não significa muita coisa se a taxa de conversão for baixa ou o tempo de permanência, ínfimo. Quantas vezes você não clicou em um link, foi direcionado para uma página e fechou sem sequer ler o conteúdo? Ou se deparou com uma chamada super apelativa, clicou e viu que não tinha nada de relevante?

Devo deixar de lado as métricas de vaidade?

Não estamos dizendo que métricas de vaidade devem ser ignoradas, pois também são termômetros para suas campanhas. Ter audiência é algo positivo e contribui para acompanhar como suas ações estão sendo recebidas pelo público. Mas profissionais que lidam com social media precisam compreender que essas métricas não afetam o caixa, pois não necessariamente criam oportunidades de venda e, portanto, não significam garantia de sucesso.

Então o que você realmente deve acompanhar?

Se você leu até aqui, já recebeu um pequeno spoiler para essa pergunta: a taxa de conversão é uma das taxas que realmente importa para o seu negócio. É o número de pessoas que realmente, depois de ler seu conteúdo, clicar na sua página ou curtir a sua postagem, atendeu ao seu objetivo (que pode ser o de vendas ou apenas de contato, depende da sua estratégia).

Em alguns casos, por exemplo, a taxa de conversão não vai ser o número de vendas, mas o número de pessoas que procurou o serviço, então não necessariamente essa taxa está relacionada às métricas de vendas. A partir disso, você pode encontrar novas taxas de conversão: do quantitativo que ligou, quem realmente se tornou cliente?

Há também outras métricas, como o LTV (Lifetime Value) ou o CAC (Custo de Aquisição por Cliente), que ajudam a acompanhar o crescimento da empresa, dentre outras que realmente afetam seus resultados.

Concluindo

Desmistificar métricas como curtidas e comentários é importante porque esses dados não são os únicos termômetros para avaliar o sucesso de uma campanha de marketing. Os gestores precisam ter foco no reconhecimento da marca, na relação com os clientes, na conversão obtida por suas estratégias.

Deixe seu comentário